Direito a saúde é um direito de todas e todos. 676x320 - O PT repudia a possível escolha por critérios de pontuação para escolher quais pacientes com covid-19 terão direito a vaga em UTI

O PT repudia a possível escolha por critérios de pontuação para escolher quais pacientes com covid-19 terão direito a vaga em UTI

O Partido dos Trabalhadores vem a público repudiar as informações veiculadas pela mídia no último dia 01 de maio, sobre a intenção da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, estabelecer, desde já, um protocolo para definir através de pontuação, os cidadãos que terão acesso ao tratamento de terapia intensiva e respiradores, e quais serão abandonados a própria sorte pelo poder público.  

Isso acontece em um momento onde hospitais de campanha estão com suas inaugurações atrasadas e que fomos noticiados, também pela imprensa, que temos hoje mais de 2.000 leitos ociosos, parte deles necessitando apenas de profissionais para atenderem imediatamente a população, que já somam mais de 1000 pessoas em fila para internação.  

Destacamos que o nosso Sistema Único de Saúde (SUS), principal política pública brasileira vem sofrendo gravíssimos ataques desde o golpe à presidenta Dilma, e que se tomada esta medida estaremos  ferindo seus princípios fundamentais: da universalização, que garante atendimento a todos independente de sexo, raça ou questões sociais; da equidade, tratando desigualmente os desiguais com investimento para os que mais precisam; e da integralidade, que considera todas as necessidades de prevenção, promoção da saúde e reabilitação, bem como a articulação com as outras políticas públicas de estado, como da Assistência Social. 

Reivindicamos o direito fundamental a vida, com tratamento adequado para todos, a ser oferecido pelo Sistema Único de Saúde, conforme dispõe o caput, do artigo 5º e artigo 196 e seguintes, da nossa Constituição Federal. 

Dito isso, é inadmissível a criação deste protocolo, uma vez que ainda temos recursos disponíveis para garantir atendimento digno à população necessitada.

Domingo, 03 de maio de 2020.

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES DO RIO DE JANEIRO

Comentários