Petrobrás valia U$ 15,4 bilhões em 2002 antes de Lula. Em 2014 valia R$ 214 bilhões

A Petrobrás teve em 2013 um dos melhores anos de sua história. A produção aumentou consideravelmente (em média 3% ao mês) e Libra foi concessionada por quase 1 trilhão de reais.

No entanto a imprensa mostrava o oposto. As manchetes, há anos, são:

“Petrobrás perde valor de mercado”

“Petrobrás é a empresa com maior perda de valor de mercado no Brasil”

No Facebook, páginas financiadas pelo PSDB e MDB compartilham mais desinformação: dizem que a culpa é do PT e que a Petrobrás está falida. Pura mentira.

Neste link, de um dos blogs oficiais da Petrobrás, você encontra o valor de mercado da empresa em 2002: U$ 15,4 bilhões.

Você pode confirmar a informação nesta matéria da Folha de SP.

No final do 2002, a Petrobras tinha um valor de mercado de US$ 15,4 bilhões

No dia 30 de dezembro a Globo noticiou por meio de seu portal, o G1: Petrobras é a empresa com maior queda de valor de mercado em 2013.

Note para a informação: O valor de mercado da companhia em 2014 era R$ 214,69 bilhões.

Em nenhum momento a Globo faz uma comparação entre os 15 bilhões de antes e os 214 do governo petista. A mesma notícia foi dada na Exame, Veja, Época, Folha e Estado.

O fato é que a companhia ganhou bilhões em investimento no governo Lula e em 2007 anunciou o Pré-sal. Seu valor de mercado, que já era quatro vezes maior do que em 2002, disparou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 2008 a empresa perdeu esse valor extra, recuperou parte em 2009 mas voltou a perder valor de mercado com a crise mundial.

No entanto, a produção de petróleo aumentou e o lucro líquido da companhia cresceu 29% de janeiro a setembro de 2013 com relação ao mesmo período de 2012.

A imprensa golpista não se cansa de mentir. Mas a gente está aqui para desmascarar.

Fonte: Plantão Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários