O golpe vence mais uma vez: segunda denúncia contra Temer é arquivada

Em mais um capítulo do golpe, o país assistiu, na noite de ontem, a votação da segunda denúncia contra Temer, pelos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa. Os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) também são acusados de organização criminosa.

Após uma escancarada compra de votos onde foram liberados R$ 960,8 milhões em emendas parlamentares apenas entre setembro e outubro, além da nomeação de aliados para cargos no primeiro e segundo escalões do Executivo, infelizmente já era de se esperar que o placar da votação pendesse a favor do golpista.

Foi exatamente o que aconteceu, embora o placar da votação desta vez tenha sido menos favorável a Temer: Foram 251 votos contra a denúncia, (ou seja, a favor de Temer). Isto significa um pouco menos da maioria simples, que é de 257 deputados. Na votação de sua primeira denúncia, em agosto, foram 263 votos. A queda deste número demonstra uma certa dificuldade do Planalto de manter (ou comprar?) sua base aliada.

Para que a denúncia prosseguisse ao Supremo Tribunal Federal (STF), no entanto, eram necessários 342 votos a favor da denúncia. O resultado, infelizmente, ainda ficou longe: a oposição conseguiu apenas 233 votos favoráveis.

No gráfico elaborado pela revista Valor, você confere como votaram os deputados na primeira e segunda denúncia. Há aqueles que votaram da mesma forma, seja contra ou a favor, em ambas, mas também é possível perceber súbitas ”mudanças de ideia”, tanto favoráveis quanto em oposição a Temer. Mais uma prova de que o voto, ao invés de representar a verdadeira vontade e opinião do parlamentar, é condicionado ao oferecimento de vantagens…

Já neste gráfico, elaborado pelo Nexo Jornal, você pode conferir os votos por banca temática. Podemos ver que as bancadas Evangélica, Ruralista e de Segurança Pública foram as que mais deram votos a favor de Temer. Essa informação não causa surpresa: é justamente aos interesses delas que o governo golpista é voltado.

 

Comentários