1 - Nota da Bancada do PT na ALERJ, sobre a corrupção na FETRANSPOR

Nota da Bancada do PT na ALERJ, sobre a corrupção na FETRANSPOR

A caixa preta da Fetranspor tem sido, há décadas, um dos segredos mais bem protegidos pelo establishment do Estado do Rio. Em detrimento dos interesses da população, obrigada a enfrentar diariamente um sistema de transporte caro, ineficiente e inseguro, a Federação que representa o cartel dos barões dos transportes, é a verdadeira manda chuva da economia e da política fluminense.
Na crise vivida pelo Estado do Rio, a pior de toda a sua história, enquanto os servidores estaduais sem salários vêm suas dívidas se acumularem e são obrigados a sobreviver com doações de cestas básicas, os poderosos da Fetranspor seguem enriquecendo. O golpe mais recente foi dado com o conjunto de medidas antipovo, o chamado Pacote de Maldades do governo do estado, que, entre outras barbaridades, aumentou o valor do Bilhete Único e reduziu o seu alcance. Tudo para favorecer o setor de transportes às custas do sofrimento da população.
A Bancada do PT na Alerj, por meio de seus mandatos conferidos pelo povo, tem lutado incessantemente contra a Fetranspor – na tribuna, nas praças e nas ruas.  Assinamos pedidos de CPIs, participamos de audiências, comissões especiais, debates, atos públicos, manifestações.  Só na atual legislatura já são mais de 10 projetos de lei e uma Proposta de Emenda Constitucional que buscam por um fim ao poder dos barões dos transportes. A maioria desses projetos continua engavetada, não chegando sequer a ser apreciados nas comissões permanentes da Casa. Alguns, à revelia do que reza o Regimento Interno, sequer foram publicados no Diário Oficial, cerceando assim sua tramitação.
As investigações que levaram à recente Operação Cadeia Velha apontam as relações espúrias que têm mantido o poder da Fetranspor, seja criando mecanismos legislativos de proteção ao cartel, seja inviabilizando ações parlamentares que buscam romper esse círculo vicioso.
 
A Bancada do PT na Alerj, entendendo o momento grave do nosso país e do nosso estado, considera que a recente decisão do TRF2, até por ser tomada de forma unânime, deve ser respeitada, sob pena de aumentar o descrédito do Poder Legislativo.
 
Dessa forma, mais uma vez em defesa dos interesses e direitos dos usuários de transportes, dos servidores estaduais, dos trabalhadores, dos setores oprimidos e marginalizados, a Bancada manifesta seu irrestrito compromisso com o povo do Estado do Rio.
Nosso voto é pela verdade e pela justiça.
Rio, 17 de novembro de 2017.
Deputado estadual Gilberto Palmares, líder da Bancada na Alerj
Deputado estadual Waldeck Carneiro
Deputada estadual Zeidan

Comentários