bg-home-copacabana.jpg

PT RIO DE JANEIRO NAS REDES SOCIAIS

Facebook_64Twitter_64Orkut_64

Prefeito de Pinheiral visita asilo que passa dificuldades

asilo pinheiralO asilo Recanto dos Velhinhos Francisco Gonçalves Barbosa, recebeu a visita do prefeito de Pinheiral, José Arimathéa (PT) e da vice-prefeita Patrícia Rivello, na sexta-feira, 11/01. Eles foram recebidos pelo presidente do asilo, Pedro Paulo Santana.
Após visitar todos os idosos, Arimathéa fez uma reunião com a equipe que administra a instituição e as dificuldades foram apresentadas ao prefeito. De acordo com a tesoureira Eliege Barbosa, a Câmara Municipal não vinha repassando a subvenção aprovada:
"A Câmara aprovou no orçamento anual, o repasse da subvenção de 18 mil reais mensais, porém só recebemos 10 mil. Todo mês enfrentamos grandes dificuldades financeiras. Nossa folha de pagamento do gira em torno de 15 mil reais e temos 17 funcionários. A cada mês que passa vira uma bola de neve" - declarou Eliege.
O governo federal repassa somente R$ 1.825,50 mensais desde quando o asilo foi criado e os administradores revelaram que sentem carência de informações com relação ao assunto. "Precisamos de muita orientação quanto a esse repasse. Desde que o Recanto foi criado recebemos o mesmo valor. Nunca houve nenhum reajuste e queremos saber onde estamos errando" – disse Eliege.
Outro grande problema é com relação ao número de leitos que é insuficiente. "Recebemos inclusive idosos que estão passando por situações de maus tratos e são enviados para nós pelo Ministério Público. Porém, não verificam se tem vaga ou não. Ter vaga no asilo não é só ter uma cama. Temos regras da vigilância a seguir, como distância entre as camas. Isso é muito complicado" – avaliou o presidente Pedro Paulo Santana.
A questão da saúde dos idosos também enfrenta outros problemas. "Precisamos de um assistente social e não temos como pagá-lo. Cada um dos que aqui moram, precisam de um relatório mensal que temos que apresentar à vigilância e isso não está sendo feito. Também pagamos uma médica para atendê-los e isso sai caro para nós. Recebemos luvas, formulários e medicamentos básicos da farmácia municipal, mas a maioria é comprado ou recebido através de doações." – afirmou a administradora Luzia de Fátima Machado.
Outro fator que os administradores do local sentem muita falta é da presença e participação ativa dos moradores da cidade, pois 90% dos voluntários não fazem parte da população de Pinheiral. "As pessoas de Pinheiral poderiam participar mais de nossas ações. Os moradores de Volta Redonda são os que nos visitam mais, inclusive são eles que realizam as festas de aniversariantes do mês. Precisamos também contar com os pinheiralenses" - desabafou Eliege Barbosa.
Depois de ouvir as exposições e aflições dos funcionários, o prefeito Arimathéa declarou que é preciso ter uma olhar sobre as oportunidades. "Na verdade, o que se percebe é que o asilo ainda não teve um olhar sobre as oportunidades de captação de recursos. É impossível que recebam 1.800 reais há 10 anos. Falta comprometimento do município em buscar os mecanismos para captar recursos. Temos que caminhar juntos" – finalizou Arimathéa, afirmando que a prefeitura se mobilizará para resolver o problema.

Fonte: Blog Johnata Augusto

Newsletter

Fique por dentro de tudo assinando o nosso serviço de newsletter.