COLUNA MEME QUAQUA e1502914963172 - Condenação do Lula é a pena de morte da democracia!

Condenação do Lula é a pena de morte da democracia!

Por Washington Quaquá

coluna nota QUAQUA 1024x389 - Condenação do Lula é a pena de morte da democracia!

Está há muito em curso um projeto de desmantelamento da frágil democracia brasileira com o objetivo claro de ferrar com o povo. Os 1% mais ricos da população nunca toleraram o que Lula fez:

– aumentar salários acima da inflação;

– acabar com o desemprego;

– colocar filhos de negros e de pobres nas universidades públicas;

– exigir que se pagasse direitos trabalhistas a empregadas domésticas;

– ou seja, colocar dinheiro do orçamento do país para melhorar a vida do pobre e, não como era antes, para dar só benefícios aos 1% mais ricos.

Deram o golpe quando Dilma ficou fraca, não para consertar o Brasil ou combater a corrupção. Pelo contrário, botaram a maior quadrilha no governo do país.

Mas o maior roubo que quer este governo Temer não é os 5% de propina! O maior roubo que querem fazer e o mais grave é entregar o nosso petróleo para os estrangeiros e todas as empresas e riquezas nacionais. Querem destruir a possibilidade de um projeto de nação soberana e autônoma. Ao mesmo tempo querem roubar os direitos dos trabalhadores. Penalizam e roubam os direitos de 90% da população para enriquecer ainda mais os 1% mais ricos!

Mas para isso eles têm que acabar com a democracia. Sabem que se tiverem eleições limpas, mesmo com todas as restrições deste sistema viciado, Lula ganhará de novo as eleições e vai voltar a fazer um Brasil para o povo que mais precisa. Por isso eles querem condenar Lula, mesmo sem provas e com ele provando sua inocência, para que ele não possa ser candidato.

Queremos a partir do Rio de Janeiro dizer em alto e bom som: o juizeco Moro condenar Lula sem provas era de se esperar! Ele é e sempre é e sempre foi não um juiz, mas um carrasco parcial e a serviço de interesses políticos para além, muito além do Brasil. Mas o judiciário brasileiro não pode ser cúmplice desta tentativa de acabar de vez com a democracia! Se fizerem isso, não haverá mais respeito a nenhuma instituição e esse será o caminho para o confronto popular aberto nas ruas do Brasil! Nós queremos repactuar o Brasil em torno da democracia e dos direitos e reformas que melhorem de fato a vida do povo, com emprego, desenvolvendo Economico e soberania nacional. Mas quem dirá se será pacto democrático ou luta aberta será a burguesia que deu o golpe!

Nós vamos nos preparar pra luta da forma como ela vier. O judiciário brasileiro precisa dizer se vai aprofundar o golpe ou vai ajudar a restituir a democracia roubada. A garantia de eleições e do direito do Lula concorrer às eleições limpas (já que está mais do que evidente que não há crime por ele cometido e nenhuma prova produzida depois de anos de investigação e de pressões e benefícios absurdo concedidos para quem. Se dispusesse a delata-lo) é a última trincheira, que caso ultrapassada não restará mais nenhum compromisso democrático no Brasil. E este compromisso mais uma vez será rasgado pelas elites com a complacência do poder judiciário, como foi em 1964.

O PT do Rio já está discutindo com seus dirigentes com atuação nos movimentos sociais, partidos e movimentos aliados a defesa do Lula, da democracia e de um projeto verdadeiro de reformas populares e democráticas para o Brasil. Um período novo se abriu na luta política no Brasil, onde a esquerda e os movimentos sociais precisam estar com um pé dentro e outro pé fora da institucionalidade.

Washington Quaquá é Presidente do PT RJ

Comentários